Início Editorial Editorial (Maio.2016)

Editorial (Maio.2016)

Por
69
0
(Foto: Kevin Flores)

Devem estar a pensar “Porque raio é que uma cartoonista está a escrever um editorial?”, e foi essa exacta questão que eu fiz quando a “Chefe” Sílvia Góis e o resto da equipa me chantageou com bolo de chocolate. A equipa é toda muito liberal e querem que todos participem, incluindo os membros recém-chegados.

Como cartoonista, não tinha a menor ideia do que escrever ou como escrever, mas com todas as ideias da nossa equipa, eu decidi descrever doutro ponto vista o que nós fazemos, dentro e fora das reuniões.

Tudo começa com a directora a marcar uma reunião através do grupo de Facebook na sede do Jornal, à qual cada um participa conforme a sua disponibilidade. Sendo dos membros que cobre uma área mais específica, nem sempre sei os assuntos ou artigos a serem compostos, mas todos fazem questão de me colocar a par de tudo. Muitas vezes é uma surpresa saber das notícias, pois fico sempre muito admirada por algo acontecer e eu não saber. Honestamente, todos sabemos como é a freguesia, mais rápido anda pelas ruas do que pelo jornal. Ao ouvir as notícias que serão tratadas no jornal da edição seguinte tenho oportunidade de retirar ideias para os cartoons, e quando me é impossível ter ideias, o grupo ajuda tanto com temas gerais como relativos a algum acontecimento mais caricato da freguesia.

Apesar de sermos poucos, ou parecermos, na verdade há todo um grande grupo desde membro efetivos a participações especiais, e, desde a primeira vez que estive em contato com a equipa fui muito bem recebida e esclarecida sobre tudo.

E já falei que há bolo em algumas reuniões?

Nas reuniões também é discutido o nosso estimado site amormais.pt, que infelizmente muitas pessoas, incluindo os nossos estimadíssimos assinantes (Torne-se assinante!), desconhecem que existe, apesar de desviarmos sempre qualquer assunto para outro totalmente díspar, mas com um grupo tão à vontade é impossível não acontecer. Para além do que se passa nas reuniões que só os jornalistas o sabem, posso-vos contar que eles conseguem sempre encontrar em cada notícia algo de caricato, ou simplesmente distinto. Até mesmo fora do seu horário, muitas vezes são abordados das formas mais engraçadas possíveis.

E sem mais demoras porque o meu limite de caracteres começa a esgotar, gostava de acrescentar que é um privilégio e honra participar num projeto que já faltava na nossa pequena e grande Freguesia, não só como cartoonista mas como Amorense.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here