Início Por Cá A solidariedade não se mede aos palmos

A solidariedade não se mede aos palmos

Por
81
0

O início do mês de maio despertou com a generosidade de uma criança de 8 anos, que de livre e espontânea vontade, pediu a uma cabeleireira da freguesia que lhe cortasse o cabelo por uma causa solidária: ajudar doentes que sofrem de cancro e perdem o cabelo devido aos tratamentos. Este seria o rumo da mecha de cabelo da pequena Amorense, um gesto de tamanha nobreza, a quem fará alguém muito feliz.

A título de prevenção para os possíveis interessados o Jornal AmorMais entrou em contacto com várias associações, das quais Ame e Viva a Vida – Associação Mulheres Mastectomizadas, informando-nos que o IPO de Lisboa recebe estas doações atendendo a alguns requisitos.

Em contrapartida, segundo a Liga Portuguesa Contra o Cancro, o impacto das partilhas das doações de cabelo nas redes sociais originou a recepção de uma quantidade de cabelo muito superior à que conseguem processar. Neste sentido, comunica que não estão a estimular as doações de cabelo.

Ainda assim, no site da associação Laço pode ler-se “neste momento não há nenhuma entidade em Portugal que faz próteses capilares com cabelo natural por isso ninguém aqui aceita doações de cabelo” existindo a possibilidade de serem enviadas este tipo de doações com destino às associações Locks of Love e Little Princess Trust, localizadas respetivamente, nos Estados Unidos, Canadá e Inglaterra.

Mais informações em: http://laco.pt/associacao_laco/como-ajudar/cabelo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here