Início Cultura A promessa de Carolina

A promessa de Carolina

Por
85
0
Carolina Mourão na apresentação do seu livro (Foto: Sílvia Góis)

Carolina Mourão, lusodescendente, nasceu em São Paulo, Brasil. Com 11 anos, juntamente com o sua família, veio morar para Portugal. Em 2016, mudou de residência, passando a viver nos Barreiros.

Formou-se em marketing e trabalha na área, mas o gosto por séries televisivas e a paixão pela leitura fizeram-na chegar mais longe. Sonhar e não se deixar levar pelas adversidades de escrever e publicar o seu primeiro livro.

C. M. Cruz, pseudónimo criado a partir das iniciais do seu nome e do apelido do seu namorado, escreveu um romance que considera “obscuro”. Trata da história de uma jovem que vivia uma vida plena e feliz, até ao momento em que foi raptada. Sete anos separam Elizabeth, personagem principal, da sua liberdade. O desfecho revê-se numa promessa, mas só o conhecerá se tiver coragem para ler a obra.

Na Biblioteca Municipal de Leiria Afonso Lopes Vieira, a autora fez a apresentação do seu livro, e convidou todos a lerem e entrarem na história que tanto prazer lhe deu construir, prometendo que mais dois romances se avizinham, dando continuidade ao enredo.

“Promete-me” é um livro que contém linguagem explícita de teor violento e sexual, sendo aconselhado apenas a adultos. É também primeiro livro da série “Hoje e Sempre”.

Partilhar
Artigo anteriorPoup’arte (Novembro.2016)
Próximo artigoPorque devemos “identificar” os nossos animais?
Escrito por:

Sílvia Góis

Sílvia Góis, natural dos Barreiros e estou como sou no AmorMais. O gosto pela criação e recriação acompanha-me desde que 1 metro era o tamanho da minha altura. Disseram-me para seguir algo certeiro - para a procura do “Emprego” e o que se seguisse fosse mais fácil. As oportunidades para seguir dessa maneira surgiram, mas não fruíram. Sabia o que não queria (Se fosse ao contrario era mais fácil!). Então, o meu percurso académico passou pela multimédia e animação cultural. E a fotografia digital é um hobbie. No fundo seria bom que “O Emprego” pudesse ser: Idiota. Porque o meu forte mesmo é ter ideias (e os outros sinónimos todos dessa palavra, se quiserem). Por ter tantas, e não saber o que fazer com elas, sozinha, tento canalizá-las desde 2012 para a Associação Desportiva e Recreativa dos Barreiros e desde 2015 para a Associação Amor Mais. Colocar em prática a minha formação* e gostos próprios, tem-se baseado no que ando por aqui a fazer. *Animação Cultural? Fazer festas? Fazer de bobo? É o que vocês quiserem. Desde que respeitem os que tropeçam em vós, tudo certo. Se quiserem saber mesmo do que se trata, o email está por aí algures. | Mais sobre o autor...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here