Início Editorial Editorial (Abril.2017)

Editorial (Abril.2017)

Por
45
0

Primeiramente, boas vindas à primavera! Senti necessidade de demonstrar o agrado que esta estação do ano me proporciona. É sem dúvida a mais bela de todas.
Não destoando do meu foco principal, o mês de Março foi enorme para mim, em termos de enriquecimento cultural e linguístico.
Desde que fui estudar para a Escola Secundária Francisco Rodrigues Lobo que estou inscrita num grupo chamado “Clube Europeu”. Este grupo realiza intercâmbios e projetos bastante interessantes. Eu fiz parte de um dos projetos que se iniciou no ano passado em Maio. Consistia em receber um jovem, da Alemanha ou da Itália, em minha casa, durante uma semana. Recebi uma rapariga da Alemanha e admito que tive a maior sorte do mundo! Demo-nos (e damo-nos) super bem, um amor de pessoa. Visitámos vários pontos turísticos do país, como a Nazaré, a Batalha e Lisboa. Visitámos também fábricas da região de Leiria, com o objetivo de criarmos trabalhos de apresentação acerca das mesmas.
O que me fez gostar mais deste projeto em Portugal foi o facto de não ter apenas conhecido alemães, mas também italianos e belgas. Como tudo o que é bom acaba depressa, as despedidas são sempre a parte mais difícil, e, como sensível e coração mole que sou, não dispenso uma lágrima.
O importante nestes projetos e intercâmbios é manter o contacto se queremos continuar com a amizade, e foi o que eu fz ao longo destes 12 meses, porque também tinha direito a ir para a Alemanha. E lá fui eu para Alemanha no início do mês de Março com mais 5 amigos da minha escola e duas professoras, numa nova aventura. Fui acolhida pela família da amiga que tinha recebido em Portugal e tenho que admitir que me calhou a sorte grande! Estive hospedada numa pequena cidade no norte da Alemanha denominada por “Lübeck”. Uma cidade lindíssima, com enormes prados e cheia de zonas verdes.
Visitei a maior fábrica de carros do mundo (Vollkswaggen), visitei fábricas de tecnologias
informáticas… Enfm, posso dizer que me diverti imenso, e para além disso conheci pessoas fantásticas da Alemanha, da Bélgica e da Itália! Aprendi essencialmente a conviver com pessoas de diferentes formas de vida, e agrada-me bastante envolver-me e descobrir novas terras e pessoas.
Aconselho veemente àqueles que são jovens, que têm facilidade com línguas (essencialmente inglês) para, se tiverem oportunidade para tal, participarem num intercâmbio pois vai ser a melhor experiência das vossas vidas, algo que nunca irão esquecer!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here