Início Cultura Joana Santos e os seus 59 Degraus

Joana Santos e os seus 59 Degraus

Por
31
0

Joana Santos (17 anos, Barreiros) frequenta há 5 anos a Companhia de Teatro Leirena. Esta companhia, e a amorense, foram noticia no inicio de março, tanto no Jornal Região de Leiria e na Angelus TV, pela sua iniciativa “59 Degraus”.

Sei que estás envolvida num projeto criado pelo Leirena Teatro, poderias explicar-nos melhor em que consiste?
Uma das vertentes do Leirena Teatro é dar aulas a jovens, por isso está muito ligado aos mesmos e deparou-se com um problema. É um facto os jovens não pensarem por eles próprios, e então surgiu a ideia de criar um espaço físico onde os jovens poderiam debater, falar sobre temas que de certa forma estivessem ligados a eles, surgindo o projeto “59 degraus depois”.

Porquê “59 degraus depois”?
Pois são 59 os degraus que temos que subir até à nossa sala de ensaios, que é a sala de criação. Faz todo o sentido que este projeto que vai ser desenvolvido nessa mesma sala, nesse espaço físico, esteja associado com essa criatividade que é feita no teatro.

Qual foi o tema da vossa primeira tertúlia e porquê?
A nossa primeira tertúlia realizou-se dia 23 de fevereiro e abordamos foi a “Arte: faz parte ou está à parte?”. Uma vez que é o Leirena Teatro, a companhia que suporta todo este projeto, faz todo o sentido começar com um tema que lhe é querido e que nos é querido a nós enquanto organizadoras, que frequentamos o teatro há 5 anos.

Quais os resultados após a primeira tertúlia?
Foi imensa gente, aproximadamente 50 jovens e alguns adultos, mas a estes foi dito deste o início que não podiam intervir, só no fnal. Durante cerca de 2 horas e meia estes jovens estiveram a debater a forma como os jovens e estudantes vêem a arte, e começa-mos a direcionar um caminho para encontrarmos soluções. Infelizmente, não as conseguimos pôr em prática depois de um primeiro encontro, por isso amanha (dia 16 de março) vai acontecer um pós-encontro desta tertúlia onde nos vamos focar nas soluções que encontrámos.
Recebemos um “feedback” muito positivo das pessoas que estiveram lá, pois gostaram  imenso e tinham vontade de praticar as soluções encontradas.


Presumo que já tenham um tema para a próxima tertúlia, há datas previstas?
Estas tertúlias realizam-se de dois em dois meses, sendo o próximo em abril. O tema é o
“Meio Ambiente”, que também achamos um tema bastante próximo dos jovens, que estão
mais sensibilizados para ele do que a geração dos nossos pais.


Consideras que os jovens estão mais sensibilizados com o tema “Arte” ou com o tema “Meio Ambiente”?
É engraçado, que com as pessoas que fui falando acharam o tema da arte muito interessante, enquanto que outras acharam o tema do meio ambiente melhor. Isto difere bastante com os gostos das pessoas, há pessoas que podem estar sensibilizadas com o tema do meio ambiente, mas que não sintam a necessidade de ir a uma tertúlia sobre isso, também por não se sentirem à vontade em falar sobre ele, e o mesmo aconteceu
com o tema da arte.


Para os jovens que leem este jornal, o que é preciso fazer para participar neste projeto?
Bem, este projeto é divulgado pela nossa página do Facebook “59 degraus depois” e a partir daí podem ir acompanhando todas as novidades. Antes do encontro, para aqueles que querem participar, deve-se mandar uma mensagem a um contacto que está nessa página, para garantir um lugar confortável nos sofás do encontro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here