Início Alta Finança Alta Finança. O potencial desastre de deixar o Euro

Alta Finança. O potencial desastre de deixar o Euro

Por
27
0

Um dos argumentos apresentados para Portugal deixar o Euro é a possibilidade de o Banco Central (neste caso, o Banco de Portugal) poder imprimir dinheiro e usa-lo para pagar a dívida pública. No entanto, tal pode não ter os efeitos esperados.

Uma parte da dívida portuguesa está em euros e as restantes partes noutras moedas. Assim, Portugal ao regressar ao escudo, uma moeda significativamente menos valiosa que o euro, teria que pagar a mesma dívida com uma moeda que oferece uma conversão menor em euros (um escudo compra menos que um euro).

Adicionalmente, a possibilidade de imprimir dinheiro contribui para agravar o problema. O aumento da base monetária implica a desvalorização do escudo – o aumento da oferta de moeda para a mesma procura, leva o preço a cair, logo a mesma unidade em escudos compra ainda menos moeda em euros. Isto implica que embora exista mais dinheiro, este valerá menos que inicialmente. O resultado desta operação irá, assim, agravar a capacidade de Portugal pagar a dívida pública.

Texto por Marina Feliciano, estudante de economia

Partilhar
Artigo anteriorJoana Santos e os seus 59 Degraus
Próximo artigo#AmorPorAí – Francisco Caminho
Escrito por:

AmorMais

O AmorMais é o mensário da freguesia de Amor. Criado no âmbito da Associação de Desenvolvimento Amormais, este projecto, sem fins lucrativos, congrega as sinergias da Freguesia através da sua rede de colaboradores, contribuindo para o seu dinamismo e comunicação. | Mais sobre o autor...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here