Início Autárquicas 2021 AUTÁRQUICAS 2021 | O que promete cada partido para Amor

AUTÁRQUICAS 2021 | O que promete cada partido para Amor

Por
167
0

Depois de tantos meses, são finalmente públicos os planos e ideias que cada partido tem para o futuro da freguesia, promessas vitais para tentar agarrar a atenção e o voto dos eleitores.
Apresentamos em seguida os programas completos de três das quatro listas que concorrem à Assembleia de Freguesia de Amor – e à nossa Junta de Freguesia.
Poderá finalmente compará-los e decidir em quem votar no próximo dia 26 de setembro.


Adriano Neto, candidato pelo Partido Socialista (PS)

Ambiente e Lazer

  • Promover a Limpeza de Terrenos e linhas de água
  • Promover o desenvolvimento parque de merendas, conforme o projeto delineado
  • Colocação de mais ecopontos
  • Plantação de uma árvore por cada voto

Mobilidade e Acessibilidades

  • Continuar a melhorar as condições de segurança rodoviária e circulação pedonal, pavimentação das Ruas da Freguesia e colocação de sinalética vertical e Horizontal.
  • Melhorar o acesso á escola primária e à sede do Grupo Desportivo do Casal Novo.
  • Colocar iluminação na ciclovia da Coucinheira até ao limite de Concelho, numa distância de pelo menos 1.500 metros.
  • Requalificação da estrada da Base aérea desde a Rotunda até à Igreja de Amor.
  • Projetar uma ciclovia que faça a ligação da ciclovia do rio lisciclovia daCoucinheira, passando pelo Parque de Merendas de Amor
  • Criar infraestruturas/ Passeios na Rua Direita e Rua da Fé, nos lugares de Toco e Casal Novo.
  • Intervenção no cruzamento da Rua Central com a Rua da Cruz e Rua do Carreirinho.

Economia

  • Incentivar a expansão de zonas de cremento Industrial na Freguesia e criar condições par a instalação de futuras empresas Indústria e Comercio a instalar na Freguesia.
  • Divulgar os produtos agrícolas do vale do Lis;

Infraestruturas

  • Interceder junto dos órgãos competentes para melhorar o acesso à A17.
  • Alargamento das pontes do Rio Lis e alteração da passagem de nível.
  • Intervir nas pontes que ligam os campos do Lis aos Barreiros / Amor.
  • Cooperar com a União de Freguesias Marrazes e Barosa, no sentido de interceder junto da Câmara Municipal e dos órgãos competentes, para pavimentação do percurso que existe em terra batida, que liga os Barreiros à Barosa.
  • Cooperar com a União de Freguesias Marrazes e Barosa, no sentido de interceder junto da Câmara Municipal e dos órgãos competentes, para melhorar cruzamento junto á ponte do rio Lis na EN349/1, entre Barreiros / Gândara dos Olivais.
  • Persistir na conclusão da rede de saneamento básico da Freguesia.
  • Criação de infraestruturas, para a colocação das urnas, Ossários e Cinerários.
  • Requalificação do espaço em frente à Igreja dos Barreiros
  • Requalificação do Largo Padre Margalhau em Amor.
  • Requalificar e garantir a segurança nos acessos ao Colégio Dinis de Melo.

Saúde

  • Pressionar a Administração Central para melhoria da assistência médica.
  • Pressionar as entidades competentes para obtenção de assistência médica permanente ao fim de semana.
  • Cooperar na construção da unidade de saúde familiar de Amor.

Educação

  • Requalificação do jardim Infância e ATL da Coucinheira, e escolas 1º Ciclo da Freguesia
  • Melhorias de infraestruturas, espaços de Lazer e de atividades desportivas das escolas e Jardins de Infância da nossa Freguesia.
  • Melhorar o apoio escolar na área dos tempos livres nos estabelecimentos de ensino na Freguesia.
  • Melhorar o serviço de internet nas escolas.
  • Criar o dia dos pequenos deputados.

Cultura

  • Ajudar a promover as ações culturais nas diversas associações da freguesia.
  • Cooperar com a associação AmorMais na continuação do projeto do Jornal AmorMais.
  • Criar um centro de Artes na Casa enfermeiro José Serra.
  • Cooperar com a Associação AmorMais para dinamizar a biblioteca e incutir o gosto pela leitura ás crianças.
  • Promover o Festival d’ Amor.
  • Promover os artistas da nossa Freguesia.

Turismo

  • Registar Amor como Ponto Turístico
  • Dinamizar a rota dos Moinhos / rotas das Fontes
  • Implementar a rotas das Noras / Forno da Cal / Ruínas casa da Guarda e outros locais de interesse.

Desporto e Juventude

  • Organização de percursos pedestres pelas diversas Rotas, para divulgação de Factos históricos da freguesia de Amor.
  • Dinamizar o desporto para as diversas faixas etárias.
  • Continuar a apoiar as associações da Freguesia.

Coesão/Apoio Social

  • Criar de um gabinete de apoio social com objetivo de apoiar pessoas em situação frágil com encaminhamento para as entidades competentes, possibilitando a integração de voluntários ligados à área social.
  • Criar o Programa “A horta do Amor”: Em cooperação com as escolas e lares/centros de dia, criar uma horta em que os mais idosos transmitam conhecimentos aos mais novos, para que as crianças percebam a importância da natureza, a origem dos alimentos. Promoveria também o encontro harmonioso de gerações.
  • Criação de Bolsa de arrendamento Habitacional.
  • Celebração do dia da criança
  • Festa de Natal

Atendimento à população

  • Criar uma plataforma eletrónica dinâmica para facilidade de transmissão de informação e atividades e resposta automática de dúvidas
  • Criar plataforma de interação entre cidadão e junta de freguesia, possa poder tratar dos seus assuntos eletronicamente.
  • Promover/Dinamizar o espaço cidadão.
  • Manter o serviço de correios aberto das 9 às 17 horas, sem interrupção para almoço.
  • Voltar a ter atendimento noturno

Serviços e apoios disponibilizados pela Junta

  • Promover a instalação de acessos de internet com pontos WIFI na Freguesia.
  • Reclamar a instalação de mais caixas Multibanco.
  • Transmissão das assembleias de Freguesia pelos meios digitais.
  • Aquisição de uma viatura para transportar as pessoas de mais idade e/ou sem meios de transporte.
  • Realizar as Assembleias de Freguesia nos diversos lugares da Freguesia.
  • Organizar cursos de formação e literacia digital
  • Criar um projeto, com voluntários, para acompanhamento de idosos que não tenham apoio de outras redes;
  • Dinamizar ações de formação e oficinas de diversas áreas
  • Criar uma bolsa de emprego

Mais medidas podem ser consultadas em: https://goncalolopesleiria.pt/ e https://www.facebook.com/PsAmor2021


Daniel Pereira, candidato pela Coligação Democrática Unitária (CDU) (PCP+PEV)

A nossa candidatura – de honestidade, trabalho e competência – tem na luta pelo bem-estar e a melhoria da qualidade de vida dos amorenses a sua razão de ser.
A freguesia de AMOR precisa da força da CDU para sair da inércia e do decréscimo populacional.

Somos pela Gestão Pública da Água, o Serviço Nacional de Saúde, a Escola Pública. Lutamos pela defesa e preservação do Ambiente, nomeadamente com a Despoluição da Bacia do Lis.

Educação e Ensino

  • Melhorar o parque escolar da Escola Pública com reforço do pessoal não docente, alargamento de horários, beneficiação dos espaços verdes e de recreio, reforço das condições de segurança, mais higiene e refeições de qualidade.

Urbanização e Ambiente

  • Alargar a zona urbanizável em espaço florestal quando este se situe entre edificado e haja todas as infraestruturas.
  • Negociar com os proprietários os terrenos para futuro Parque Industrial previsto no PDM.
  • Criar novos espaços verdes públicos e um espaço lúdico para atividades ligadas ao lazer, nomeadamente leitura e sala de exposições temporárias.
  • Requalificar o Parque de Merendas: criação de quintal desportivo (campo de jogos tradicionais), percursos de manutenção e de lazer nos terrenos anexos e ecoponto.
  • Melhorar a iluminação pública e exigir mais vigilância e patrulhamento.
  • Diálogo com as entidades envolvidas nas restrições a direitos das populações expressos no PDM.
  • Criar ilhas ecológicas (mais ecopontos).
  • Conclusão e ligação da rede saneamento básico em toda a Freguesia com desinfeção e entupimento das fossas desativadas.
  • Lutar pela despoluição dos cursos de água e requalificação das fontes, fontanários e lavadouros (Fonte da Amieira).
  • Levantamentos das explorações pecuárias e outras fontes de poluição. Construção de uma ETES. Fim dos despejos a céu aberto nos cursos de água e vale do Lis.
  • Requalificação dos cemitérios e criação de uma ala com gavetões para cremados.

Mobilidade, Rede Viária, Transportes e Comunicações

  • Melhorar a mobilidade, com prioridade para o transporte público nas deslocações para o trabalho e as escolas (para Leiria, Marinha Grande e Monte Real e vice-versa).
  • Alargamento da estrada Barreiros – Marinha Grande
  • Requalificar as vias que ligam Barreiros à zona industrial da Barosa e à Ponte da Pedra, N109. Exigir estudo para avaliar a exequibilidade de acesso direto à A17.
  • Diligenciar para a implantação de uma estação de recarga para veículos elétricos.
  • Diligenciar para que a Ciclovia junto ao rio Lis tenha ligações à freguesia.
  • Lutar pelo alargamento de pontes e pontões, melhoramento do pavimento e circulação em rua da Serrada, rua Rei Lavrador/estrada do Vale do Lis e construção de passagem desnivelada superior à Linha do Oeste.
  • Requalificação do carreiro (passeio pedonal) entre a rua da Serrada Nova e a rua Verde Pino. Ligar o percurso pedestre Vala do Moinho ao da Vala Velha.
  • Concluir, construir e requalificar passeios e passadeiras, nomeadamente em Rua da Base Aérea, Colégio, Rua do Carreirinho, Rua Central da rotunda à Rua Sargento Santos, lado sul, e Largo Padre Margalhau. Reabilitar e alargar o passeio entre Barradas e Casal Novo.
  • Instalar mobiliário urbano (bancos de repouso/descanso). Requalificar placas toponímicas e colocar as que estão em falta. Requalificar o espaço envolvente ao Largo Padre Margalhau.
  • Melhorar os acessos dos caminhos florestais e rurais para prevenção de incêndios.

Acção Social e Saúde

  • Lutar pela cobertura de rede pública de creches para todas as crianças.
  • Lutar ao lado das populações pelo bom funcionamento da unidade de saúde, com gestão pública, no seio do Serviço Nacional de Saúde.
  • Lutar para criar valências de lar e creche no espaço envolvente ao Centro de Dia (CENSOCAPA).

Cultura

  • Exigir programação cultural municipal na freguesia.
  • Apoiar a intervenção dos cidadãos na vida social e cultural da freguesia e o movimento associativo. Colaborar com os agentes culturais.

Administração

  • Procurar servir melhor a população com alargamento de horários.

Instalação de dois multibancos (Casal dos Claros e Barreiros).

Mais medidas podem ser consultadas em: https://cdu-concelhiadeleiria.blogs.sapo.pt/programa-para-a-freguesia-de-amor-2021-30559?tc=81480644851


Joaquim Margarido, candidato pelo Partido Social-Democrata (PSD)

Ordenamento e Infraestruturas

Esta é a área de atuação com maior visibilidade junto dos cidadãos por decorrer de intervenções nos equipamentos e infraestruturas do território. Como é natural, há uma atenção especial à rede viária, aos acessos à Freguesia e ao ordenamento industrial.

Embora a Freguesia tenha uma vantajosa proximidade geográfica com zona urbana de Leiria e da A17/A8, está, no entanto, condicionada por algumas deficiências na sua rede de acessos, nomeadamente no que concerne à fácil e cómoda circulação de pesados.

Apostar na requalificação da rede viária que constitui os principais acessos à Freguesia, nomeadamente:

a) Ligação Casal dos Claros – Amieira. A construção deste eixo permitiria a aproximação entre dois pólos da Freguesia – Casal dos Claros e Casal Novo – e a consequente redução de tempos de acesso, permitindo, simultaneamente o desafogo das vias principais.

b) Acesso à A17 e/ou N109. Sabendo que um dos aspetos críticos para qualquer atividade comercial é a facilidade de acesso às grandes vias de comunicação, é critico para o desenvolvimento económico da freguesia ter um acesso rápido e expedito à A17, bem como a Leiria, seja para veículos ligeiros, seja para pesados. 

c) Ligação Casalito – Barosa. Seja pela facilidade de acesso à A8, seja pelo acesso à zona industrial da Barosa, uma estrada de fácil circulação para veículos ligeiros e pesados neste eixo do território que tem reconhecidas deficiências de circulação, constitui um benefício, quer para a atividade empresarial, quer para a atração de habitantes para a nossa Freguesia.

Pressionar autarquia para aumento de zonas edificáveis e industriais no PDM. Para ganharmos mais relevância enquanto freguesia, é fundamental atrair e fixar pessoas, seja pela oferta em termos habitacionais, seja pela criação de emprego, factor intrinsecamente ligado à disponibilidade de espaços para instalar novas unidades industriais e comerciais.

Aumentar a segurança e conforto de utilização das ruas da freguesia. Para evitar acidentes e aumentar o conforto de utilização, é importante dotar as principais artérias da freguesia de passeios para peões e de largura suficiente para cruzamento de duas viaturas, quaisquer que sejam. Exemplo desta necessidade, o troço entre a igreja e a escola primária em Amor, entre muitos outros.

Regular estacionamento na sede de freguesia. É importante regular e/ou limitar o estacionamento na zona da farmácia, de modo a evitar constrangimentos na rua contígua, bem como aumentar (pintar lugares disciplinar a utilização e aumentar a capacidade) a capacidade no arraial.

Corrigir e aumentar a sinalização de pontos viários sensíveis. Por exemplo: no cruzamento da estrada Amor-Barreiros, junto à ponte da A17, onde tem havido vários acidentes.

Pressionar para ampliar rede de terminais MB na freguesia. Colocação de terminais Multibanco em todos os adros das igrejas da Freguesia, colmatando assim a necessidade de deslocação para fora para levantar dinheiro.

Economia e Empresas

Qualquer comunidade que se queira relevante e com voz ativa junto dos decisores políticos, precisa de ser capaz de gerar riqueza. Esta geração de riqueza advém diretamente da robustez do seu tecido empresarial, catalisador de emprego, sendo a taxa de empregabilidade, por sua vez, um dos maiores fatores de atração e fixação da população em idade ativa, convertendo-se, assim, num ciclo virtuoso de crescimento.  

Retomar a criação/construção dum parque industrial a preços controlados. Seja pela capacidade de gerar emprego, seja pelo aumento da autonomia económica da freguesia, é fundamental a criação de condições para que os empreendedores e empresários da nossa freguesia invistam na mesma, a par da captação de outras fontes de emprego para a nossa comunidade. O aproveitamento de terrenos da Junta de Freguesia ou a adquirir, a preços controlados, permite atrair esses investimentos, além de gerar uma fonte de receita adicional para a freguesia. Como localização, sem prejuízo de outras hipóteses, os terrenos nas imediações do colégio, ou a faixa entre os Barreiros e a Barosa apresentam um potencial interessante.

Promover a criação duma associação empresarial. Tendo em vista o incremento da atividade económica da Freguesia, propõe-se a realização de diligências para o lançamento duma associação empresarial, numa lógica de aumentar a voz dos empresários locais junto dos organismos de decisão, bem como permitir uma coordenação e entreajuda entre os vários negócios, sob o lema de que juntos, somos sempre mais fortes.

Criar oportunidades para fontes de receitas da Junta de Freguesia. Para viabilizar a concretização de mais e melhores projetos, é importante aumentar as fontes de receita da própria Junta de Freguesia de Amor. Alguns exemplos simples:

a) Projetar estabelecimento tipo café ou snack-bar junto ao parque de merendas, de iniciativa da Freguesia, com eventual exploração por privados.

b) Abrir quiosque de venda de jornais e revistas no arraial, de iniciativa da Freguesia, com eventual exploração por privados.

c) Arrendar espaço no edifício da Junta para instalação de serviços. (Por exemplo, farmácia, se tal for legalmente permitido, aliviando a zona da atual localização e gerando uma receita adicional.)

Cultura e Lazer

Uma comunidade não pode considerar-se completa sem ter uma oferta diversificada a nível cultural e lúdico. Por sua vez, estes dois eixos têm forte impacto na atividade turística, permitindo a afluência de pessoas de fora da Freguesia que, por sua vez, incrementam um maior dinamismo à economia local.  A esse nível, nomeadamente na vertente cultural, existe um grande caminho a percorrer para colocar a nossa Freguesia ao nível de outras congéneres.

Estudar a viabilidade de construção de piscina/praia fluvial nas imediações do parque de merendas. Desta forma, suprimos uma lacuna da freguesia e do concelho, e dinamizamos aquele espaço tão agradável quanto emblemático. A realização desta infraestrutura aumentará disruptivamente a oferta de lazer da Freguesia.

Dinamizar a atividade cultural da associação AmorMais. Para tirar partido da existência duma associação criada para o efeito, é de elementar bom senso concentrar nela a oferta cultural, apoiando-a e desafiando-a para aumentar a sua área de atuação, por exemplo através da criação de um grupo de teatro, de um clube de leitura, etc…

Reforçar apoio às associações da freguesia. Através da carolice e esforço individual de muita gente, existe um conjunto de associações que carregam nos ombros a oferta desportiva da freguesia, associações essas que devem ser envolvidas, apoiadas e desafiadas.

Implementar roteiro das fontes e lavadouros. Desta forma, para além de aumentar a oferta turística e de lazer da Freguesia, criamos condições para realçar aspectos histórico-culturais do território e promovemos a manutenção dos pontos de interesse.

Assumir o parque de merendas como um dos ex-libris da Freguesia. Esta medida reforça o sentimento crescente nos últimos anos de que aquele aprazível local tem sido um dos pólos de atração para o território.

Realizar a manutenção do percurso pedestre. Este percurso que já é sobejamente conhecido, carece de cuidado nalguns dos seus troços. 

Desenhar roteiro religioso. Embora o património religioso (Igrejas, capelas, nichos e cruzeiros) da Freguesia não seja muito expressivo, deve apostar-se na criação de roteiros culturais que abranjam estes edifícios.

Educação e Desporto

A Freguesia possui atualmente uma oferta variada ao nível da prática desportiva. No entanto, esta área requer uma maior sistematização e convergência de esforços. Já a atual oferta educativa da freguesia assenta em 8 escolas do 1º ciclo e pré-escolar, e numa escola do 2º e 3º ciclos, constatando-se a não existência de oferta pública de creche, nem de ATL. Constata-se também que nenhuma escola pública possui refeitório e que todos os anos letivos são um desafio para conseguir reunir o número de alunos suficientes para a manutenção das escolas abertas.

Avaliar propostas para centro escolar integrado. Sabendo que se trata dum tema sensível e fraturante, entendemos que a forma de melhor servir os interesses dos alunos, poderá ser através da criação dum complexo educativo centralizado que congregue toda a oferta de pré-escolar e primeiro ciclo da freguesia, dotado de todas as infraestruturas e qualidade exigíveis, refeitório, cozinha, equipamentos para a prática desportiva, transporte, climatização, etc… Esta opção, além de resolver o problema da incerteza do número de escolas em funcionamento permitiria uma real aproximação entre as crianças de toda a freguesia, contribuindo para a diluição futura de algum sectarismo existente.

Envidar esforços para a aquisição do terreno contíguo à escola da Coucinheira. Para permitir o estacionamento regular e conferir mais segurança à operação de entrada/saída dos alunos, propõe-se a aquisição do terreno contíguo, bem como a alteração da entrada principal para esse terreno em vez de ser para a estrada.

Projetar skate-park. A criação de espaços e oportunidades de exercício físico e prática de modalidades alternativas para crianças e jovens é um investimento num futuro mais saudável, ao mesmo tempo que se promovem locais de convívio e animação. O parque de merendas será um dos elegíveis locais para a concretização de um projeto do género

Racionalizar e otimizar as modalidades desportivas entre as associações. Na lógica do ponto anterior, e porque o dinheiro é sempre escasso para os projetos das várias associações, deve a JFA manter e aplicar uma visão abrangente sobre as atividades das várias coletividades, no sentido de garantir a diversificação da oferta e evitar a concorrência direta de projetos.

Preparar espaços públicos de prática de desporto. A zona do parque de merendas pode ser aproveitada, nomeadamente no terreno a sul, para a instalação de um ringue polivalente e/ou de uma pista radical, com acesso público para permitir a prática de desportos que não existem na oferta associativa da freguesia (Basquetebol, andebol, ténis, skate, patinagem, etc…)

Projetar circuito pedonal/ciclovia. Tirando partido da crescente apetência das pessoas pelas caminhadas/corrida e pelo cicloturismo, a freguesia reúne condições para fazer uma ciclovia/circuito pedonal que ligue num extremo à ciclovia existente entre a Coucinheira e o Casal Galego, e no outro ao Polis na zona limite da Gândara. Teria a vantagem de atrair muita gente à nossa freguesia, além de diversificar as opções de lazer aos residentes.

Desenhar circuito de BTT/Trail. Tirando partido da existência de alguns entusiastas do BTT e do trail na freguesia, bem como do crescente número de praticante de ambas as modalidades, propunha-se a criação de circuitos pré-definidos para a prática destas modalidades.

Ambiente e sustentabilidade

A urgência climática em que vivemos torna-nos a todos diretamente responsáveis sobre o nosso futuro. Uma Junta de Freguesia tem uma responsabilidade acrescida neste campo, quer pelo seu contributo direto para as emissões, quer pela ação pedagógica que o seu exemplo comporta.

Instalar painéis solares fotovoltaicos para autoconsumo. À semelhança do que as câmaras municipais têm vindo a fazer em relação às escolas, é importante que todos os edifícios propriedade da JFA incorporem painéis solares fotovoltaicos para produção de energia em regime de autoconsumo. Esta medida, além de reduzir as emissões diretas, permite uma poupança com os custos de energia, existindo várias empresas que fazem estes investimentos num regime sem investimento para a autarquia, com a venda de energia a um custo mais baixo.

Proceder à instalação de postos de carregamento para veículos elétricos (PCVE). A crescente eletrificação do parque automóvel tem tido como principal travão o reduzido número de PCVE públicos existentes. Desta forma, ao instalar um ou dois PCVE em locais chave (Arraial de Amor, p.ex.) a JFA está a contribuir ativamente para a aceleração da adoção dos veículos elétricos pelos utilizadores, com os consequentes efeitos benéficos. Também nesta área, existem um conjunto de empresas disponíveis para implementar estes equipamentos sem custos para a Freguesia.

Promover a economia local e circular. A aposta na aquisição de produtos de origem local, bem como a sua promoção, tem a vantagem de reduzir as emissões associadas ao transporte dos mesmos, além de contribuir para a dinamização da economia local. Um dos exemplos concretos desta medida é a criação de uma feira ou mercado periódico.

Optar por consumo de eletricidade de origem renovável. Todos os comercializadores de energia apresentam na sua oferta a possibilidade de adquirir certificados de origem da energia consumida, garantindo assim que toda a energia consumida numa determinada instalação foi produzida (o seu equivalente) por uma fonte renovável, tipicamente hídrica, mas também eólica ou fotovoltaica.

Optar por veículos elétricos e/ou híbridos. A reduzida frota da JFA pode ser transformada, a médio prazo, numa frota tendencialmente elétrica ou eletrificada, com ganhos ao nível dos custos de utilização e das emissões de gases com efeito de estufa emitidos.

Intensificar a plantação de árvores. Plantar uma árvore é uma das principais formas de reduzir o balanço de gases com efeito de estufa, uma vez que as árvores fazem captura ativa de CO2. A Junta de Freguesia deve ter como princípio orientador a plantação sistemática de árvores, bem como a promoção ativa desta prática junto das escolas, empresas e associações da freguesia. 

Privilegiar apoios a entidades com preocupações ambientais. A Junta de Freguesia deve implementar um sistema de apoio que identifique claramente critérios de preocupação ambiental.

Promover cuidados ambientais claros nas iniciativas da Junta. Na organização dos seus eventos, a Junta deve dar atenção e expressar a sua preocupação ambiental através de ações concretas.

Desenvolver cuidados com as linhas de água da Freguesia. Este ponto aplica-se, por exemplo, à limpeza de ribeiros.

Solidariedade e Ação Social

Um dos maiores desafios futuros de qualquer comunidade é a crescente necessidade de resposta social, seja pelo envelhecimento da população, seja pelas crises económicas que arrastam sempre um conjunto de pessoas para situações de carência social. Assim, é também responsabilidade da Junta de Freguesia preocupar-se com este tema, procurando encontrar respostas adequadas.

Manter e reforçar o apoio às instituições sociais existentes. A Freguesia contém duas IPSS (APIFA e CENSOCAPA), sendo necessário manter e reforçar o apoio público a estas instituições, na medida em que são as estruturas mais capacitadas para dar resposta às necessidades sociais da freguesia

Apoiar a criação de novas valências sociais e ampliação das existentes. Existindo projetos de ampliação da atual oferta de valências ou de criação de novas valências (p.e. creche), as IPSS devem sentir-se apoiadas, seja no diálogo com a autarquia, seja na procura ativa de fundos e na articulação e coordenação com outras estruturas semelhantes.

Comunicação e Proximidade

Na lógica do que nos deve diferenciar, esta área é uma das maiores oportunidades de melhoria substancial relativamente ao passado recente: a comunicação e transparência da Junta de Freguesia para com os seus munícipes. Nesta área de atuação, aposta-se na cidadania efetiva com a criação de espaços para dar voz e oportunidade de intervenção ao cidadão, incluindo-o em todos os processos e tomadas de decisão.

Apoiar e reforçar o papel do jornal AmorMais. Feliz da comunidade local que dispõe dum meio de imprensa escrito, feito exclusivamente a pensar na freguesia e nos seus habitantes. Conscientes deste facto, é nossa intenção a consolidação do jornal, que deve passar a ser também utilizado como um dos meios de comunicação oficiais da JFA para com os seus utentes, através da aquisição dum espaço da responsabilidade da JFA em cada edição.

Criar gabinete de comunicação com o freguês. Na lógica da proximidade e transparência, pretendemos criar um gabinete de comunicação que se encarregará de esclarecer dúvidas e de divulgar informação de interesse público, seja estado de projetos em curso, orientação estratégica, discussões relevantes em sede de Assembleia, etc…. Entendemos esta medida como crítica, na medida que é a forma de prestarmos contas a quem nos elegeu.

Dinamizar fórum cívico para discussão dos assuntos relevantes à freguesia. É nossa intenção a promoção dum evento regular para discussão aberta dos grandes temas da freguesia. Esse fórum terá a representação das associações da freguesia, das empresas, do comércio, das escolas, da paróquia, da Junta e de cidadãos em representação da população geral. A sua agenda deverá ser participativa e dele poderão sair delegações mandatadas para discussão de problemas da freguesia com outras instituições.

Criar portal do freguês. Para garantir um canal direto, com a comodidade do digital, para o freguês poder comunicar com o executivo da sua freguesia, deve ser criado um portal online com o objetivo de esclarecer questões, passar informação e, mais importante, permitir que o cidadão possa apresentar as suas reclamações, alertas e pedidos diretamente ao executivo.

Criar programa televisivo online, para esclarecimentos ao cidadão. Na lógica da oportunidade criada pelo digital, a Junta deverá ter também um canal institucional na plataforma Youtube, com produção regular de vídeos.

Atualizar as plataformas digitais de comunicação e respetiva dinamização adaptada aos paradigmas atuais. Inclui o site institucional da Junta de Freguesia que está completamente desatualizado e com evidentes más opções nos conteúdos disponíveis. Inclui também as redes sociais, pela mesma razão e por não darem respostas em tempo útil ao cidadão. Consideramos não haver uma gestão efetiva e criteriosa destas ferramentas.

Implementar parcerias com os canais digitais de instituições relevantes na Freguesia. Estas parcerias passam por, a título de exemplo, fazer publicações cruzadas de diretos.

Transmitir as sessões da Assembleia de Freguesia em direto nas plataformas digitais por forma a integrar os cidadãos nos formais espaços públicos decisores e de discussão política.

Saiba mais em https://amor2021.pt/


O Jornal AmorMais não conseguiu em tempo útil obter resposta do candidato que lidera a lista do movimento “Leiria Pode Mais” (CDS.PP+MPT).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here