Início Desporto Um Amorense nos Jogos Olímpicos

Um Amorense nos Jogos Olímpicos

Por
124
0

Agosto de 1920, começam na cidade belga de Antuérpia os VII Jogos Olímpicos da era moderna. Entre os 13 atletas portugueses, um amorense: o Sargento António dos Santos.

Nascido a 24 de Abril de 1888 no Casal dos Claros, aos 29 anos, já casado e fazendo parte do Regimento de Infantaria nº7 sediado em Leiria, será incorporado no Corpo Expedicionário Português. Este corpo militar de soldados portugueses é enviado em Janeiro de 1917 para combaterem na I Guerra Mundial em terras francesas. Pouco se sabe sobre esse período, para além de ter sido ferido em combate a 26 de Agosto desse ano e evacuado.

Em 1920, regressará aquela zona, e ajudará a equipa portuguesa de tiro a classificar-se num respeitável 8ºlugar, entre 15 nações na competição de tiro olímpico.

Nos próximos anos, o 2º Sargento Santos irá acumular prémios e medalhas nacionais, tendo estabelecido vários recordes nacionais nas categorias de pistola livre a 50 metros e pistola de guerra a 25 metros.

Voltará a ser escolhido para representar o país nos Jogos Olímpicos de 1932, mas por estranhos motivos, acaba por não partir para Los Angeles, e desgostoso deixa de participar em competições.

Falece a 14 de Janeiro de 1968 na Marinha Grande, e encontra-se homenageado na freguesia com uma rua em seu nome (Rua Sargento Santos), que faz o acesso ao CRC 22 de Junho.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here