Início Gente de Cá FilipeSport, o campeão dos mecânicos

FilipeSport, o campeão dos mecânicos

Por
1827
0
(Foto: Francisco Henriques)

Um começo nada fácil

Carlos Filipe tem hoje 42 anos, todavia cedo percebeu que tinha que lutar para concretizar os seus sonhos. Aos 9 anos largou a escola para trabalhar na construção civil e assim poder comprar uma bateria e uma bicicleta. Mais tarde enveredou no mundo dos carros e com 12 anos apenas, percebeu que o seu futuro estava já bem definido, começando a trabalhar naquele que era o seu maior sonho, os automóveis. Iniciou-se como ajudante de bate chapas e pintor, passando posteriormente para ajudante de mecânico. Foi adquirindo experiência até ser admitido, mais tarde, pela Autojapa, na Marinha Grande, onde desempenhou a função de aprendiz de mecânico. A sua evolução na competição automóvel foi então impulsionada pela experiência adquirida nesta última oficina. Fruto dessa experiência, estreia-se nas corridas, com a preparação do Seat Marbella de uma senhora de nome Ana Ferreira, passando mais tarde para os Toyota Starlet, os Polo G40, entre outros. Continua nas provas de velocidade e nos troféus até 90/91, e foi na Costauto em Leiria, propriedade do Campeão Nacional de Rallies, Rui Costa, que se dedicou a este ramo a tempo inteiro.

(Foto: Francisco Henriques)
Equipa FilipeSport no Rally Vidreiro 2016 (Foto: Francisco Henriques)

A experiência no presente

Em 2000, abre a oficina na Coucinheira e “até aos dias de hoje, foi um pulinho”, diz-nos com ar saudoso. Velocidade, Rallies, TT (todo o terreno), passando das corridas para a construção dos protótipos TT, onde as exigências eram menores que as atuais. Posteriormente dedica-se verdadeiramente aos Rallies, onde teve oportunidade de trabalhar com quase todos os pilotos da atualidade e onde aprendeu que o melhor piloto ou o melhor carro não fazem um campeão. Já ganhou quase tudo o que havia para ganhar, porém, o seu lema “fazer mais com menos meios”, torna-se a razão pela qual é tão procurado. O tipo de afinações são muito variáveis, e, desde o chassi ao motor, tudo é diferente de troço para troço e de prova para prova. Os seus conhecimentos e experiência, aliados aos bons resultados demonstrados, continuam a levar grandes equipas e pilotos a reclamar os seus serviços.

A Freguesia de Amor tem sido uma mais valia no seu sucesso, reconhece.

A criação da sua empresa T2T (Track to Test) vem oferecer ainda mais qualidade aos seus clientes. Desde a criação de eventos, até à possibilidade de testar os carros na área circundante da oficina, mesmo suportando dispendiosas licenças, continua a ser um atrativo para muitos dos grandes pilotos e respetivas equipas. Também estes acabam por dar o seu contributo à freguesia, com a sua presença e o seu testemunho da hospitalidade e dos bons serviços que temos. De algum modo, sente que ajudou a “pôr o nome da Coucinheira” no mapa dos grandes campeões nacionais, e, o gosto pela freguesia e o desejo de a ver crescer, leva-o a pensar em permanecer nesta zona.

(Foto: Francisco Henriques)
Presença no Leiria sobre Rodas (Foto: Francisco Henriques)

Novas instalações e a exportação

O futuro está traçado: novas instalações, mais pessoal, assistência aos carros comuns, pois como diz, “não trabalhamos só em carros de competição”. Os erros do passado são lições para o futuro e por isso decide não fechar a porta ao cliente comum, para acompanhar os carros de competição, como muitas vezes aconteceu. A ideia é continuar com a oficina multi marcas aberta todos os dias, onde trabalha com todo o tipo de veículos, aproveitando assim o know how e as atualizações da competição. Nas novas instalações prevê também áreas distintas para os clássicos desportivos, para a competição e para a fabricação de um veículo de marca própria, onde a Filipe Sport possa também dar o seu contributo à exportação.

Este futuro próximo depende de um fator primordial: pessoal qualificado e em quantidade suficiente para abarcar todo o projeto. A necessidade levou-o a assinar protocolos de cooperação com escolas profissionais da região e, mais recentemente, com o IPL. Pretende, para tal, continuar com os workshops de construção de veículos de competição, de forma a aliciar as camadas jovens para a sua área de trabalho. Naturalmente, não põe de parte a hipótese da contratação de mão de obra especializada da região, ao invés de procurar fora dela, como tem acontecido esporadicamente. Mais que um campeão, Carlos Filipe é também um homem empreendedor e persistente. Assim sendo, espera que este projeto se inicie muito brevemente, não pensando exclusivamente no benefício próprio, mas também nas mais valias para a Freguesia de Amor. Com isto, pretende incentivar os jovens amorenses, que tenham gosto pelo ramo automóvel, a fixarem-se na região e a dar o seu contributo para o crescimento da mesma, nomeadamente trazendo os grandes nomes desse mundo até nós.

Boa sorte Filipe Sport.

(Foto: Francisco Henriques)
(Foto: Francisco Henriques)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here