Início Covid-19 COVID-19 | Surto na freguesia?

COVID-19 | Surto na freguesia?

Por
2394
0

As campainhas começaram a soar quando um trabalhador de uma empresa da Coucinheira testou positivo no final da semana passada, obrigando ao isolamento profilático de alguns colegas.
O alarme disparou quando mais alguns amorenses – sem ligação aparente a este caso – voluntariamente declararam que também testaram positivo ao novo coronavírus.
Sem aparente ligação entre os casos, o nosso jornal estima que estejam pelo menos 12 pessoas infetadas, desconhecendo-se se existe uma única fonte de contágio ou se existiu mais do que uma origem. Todos os casos foram detetados nos últimos cinco dias, com mais de uma dezena de amorenses com testes marcados para os próximos dias para aferirem o seu estado de saúde. Quase todos são moradores no Casal dos Claros e na Coucinheira.
Os números oficiais reportados pelas autoridades de saúde junto da Junta de Freguesia pecam por defeito, com a previsão de apenas três novos casos de 5.ª feira até 2.ª feira – e com o somatório total a ascender aos 28.
Alguns doentes falaram abertamente com a nossa redação, descrevendo que os primeiros sintomas foram sentidos entre o final da semana passada e o fim-de-semana, e que por precaução acabaram por ficar em casa todos os membros do seu agregado familiar. Ao longo dos últimos dias, os resultados foram chegando, sempre positivos.
Foi na consequência desses últimos contágios que os alunos do 3.º ano da Escola Básica da Coucinheira foram todos enviados para casa esta 3.ª feira, com os encarregados de educação a serem contactados de urgência para os irem buscar à escola. O aluno em causa, também era frequentador de um dos ATL’s em funcionamento na nossa freguesia. Mas segundo nos foi possível apurar, o mesmo não esteve em nenhum destes estabelecimentos após o aparecimento dos sintomas no seu agregado familiar.

“Informo que uma criança pertencente à turma do seu educando foi confirmada como positiva para COVID-19. A criança, por indicação da Autoridade de Saúde, ficará em casa em recuperação, regressando ao estabelecimento de ensino quando for dada informação superior para tal e estiver confirmada a inexistência de risco.
Os alunos da turma 14, pelo contacto e proximidade que tiveram com o/a colega, têm de cumprir quarentena, regressando à escola apenas no início do próximo período. Esta medida de precaução decretada pela Autoridade de Saúde tem como objetivo monitorizar os contactos de risco e evitar novas situações de contágio. Foi enviada uma lista com os contactos telefónicos, nome do(a) aluno(a) e respetivo(a) encarregado(a) de educação para a equipa de saúde local, pelo que não devem estranhar a existência de um eventual contacto de monitorização e acompanhamento.
No decorrer desta semana, os encarregados de educação da Turma 14 receberão informação relativa ao acesso à plataforma para Ensino a Distância, que durará enquanto perdurar a quarentena.As restantes crianças da Escola Básica n.º1 de Coucinheira continuarão a frequentar o estabelecimento com toda a normalidade.”

Declarações do Diretor do Agrupamento de Escolas dos Marrazes

Apela-se à responsabilidade de todos, tentado resguardar-se nos seus contactos, respeitando o distanciamento social e as normas de etiqueta respiratória. O SARS-CoV-2 é um vírus transmitido, essencialmente, de pessoa para pessoa através de gotículas respiratórias de uma pessoa doente por COVID-19. Após esta exposição, os sintomas podem-se desenvolver até 14 dias desde o último contacto, sendo estes predominantemente de natureza respiratória, como tosse, dificuldade respiratória e febre (>38ºC). Também podem coexistir outros sintomas, como odinofagia (dor de garganta) e dores musculares generalizadas, perda do paladar ou do olfacto, diarreia, dor no peito e dor de cabeça, entre outros. A pessoa doente pode também não apresentar sinais ou sintomas.
Em declarações aos pais, o diretor do Agrupamento de Escolas dos Marrazes salientou a importância de “todos os elementos da comunidade escolar” se manterem “atentos ao surgimento de sintomas compatíveis com COVID-19”. 
Se desenvolver ou alguém do seu ambiente próximo desenvolver sintomas sugestivos de COVID-19 deve permanecer em casa e contactar os serviços de saúde por telefone (SNS 24 – 808 24 24 24).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here